Terra Indígena Maró | Oeste do Pará

TI MaróAssine aqui a petição pública pela demarcação da TI Maró

A Terra Indígena Rio Maró está localizada na chamada Gleba Nova Olinda, no município de Santarém, Oeste do Pará.  Trata-se de uma área de 42.373 hectares reivindicada pelos grupos indígenas Borari e Arapium como território tradicionalmente ocupado.

Hoje habitada por cerca de 250 pessoas, a Terra Indígena Maró é palco de conflitos com madeireiros e fazendeiros. O processo de autoidentificação como “indígenas”, ou etnogênese, ganhou força no momento em que as comunidades se sentiram seu modo de vida ameaçado pelo agronegócio e pela extração de madeira.

A principal ameaça aos direitos humanos fundamentais das comunidades indígenas do Maró é avanço da exploração da madeira na região. Enquanto o reconhecimento como Território Indígena não acontece, as tensões sociais só aumentam.

>> Ficha Técnica

Terra indígena Maró – Oeste do Pará

>> Notícias da Terra de Direitos sobre o caso

01/04/2015 – Estudantes da Ufopa apoiam demarcação de terra indígena
01/04/2015 – Na luta pela demarcação da Terra Indígena Maró, caravana de apoiadores visita a região
18/03/2015 – ‘Indígenas, sim. Estamos aqui!’ Habitantes de várias aldeias comemoram primeira vitória da TI Maró
06/03/2015 – Justiça Federal do Pará suspende sentença que declarava inexistente Terra Indígena Maró
11/02/2015 – MPF recorre contra decisão que declarou inexistentes etnias da TI Maró
05/02/2015 – Depoimentos contra sentença judicial que declara inexistente Terra Indígena
04/02/2015 – Depoimentos em favor da demarcação da Terra Indígena Maró
22/01/2015 – Recurso judicial é protocolado para anular sentença que declara inexistente a TI Maró
12/01/2015 – Vídeo | Chama Surara – Terra Indígena Maró
05/01/2015 – Participe da campanha Somos Terra Indígena Maró
17/12/2014 – Quem ganha com a “inexistência” da Terra Indígena Maró?
10/12/2014 – “História não caminha para trás”, afirmam entidades contrárias à declaração de inexistência de indígenas na TI Maró
10/12/2014 – Bispo, Pastorais Sociais e Diocese de Santarém declaram apoio ao povo indígena da TI Maró
09/12/2014 – Em reação à declaração de juiz sobre a inexistência da TI Maró, indígenas fazem ato, em frente à Justiça Federal
05/12/2014 – A invisibilidade daqueles que existem há mais de 500 anos
04/12/2014 – Artigo | A auto-definição como direito indígena
26/11/2014 – Por dentro da cultura da TI Maró | Pintura Corporal
18/11/2014 – Assine a petição em apoio à demarcação da Terra Indígena Maró, no Oeste do Pará
12/11/2014 – Indígenas Borari e Arapium conseguem embargo de madeireiras após pressão no Ibama
11/11/2014 – Organizações enviam carta ao Ministério da Justiça e à Funai pela demarcação da Terra Indígena Maró
04/11/2014 – Famílias da Terra Indígena Maró fazem acampamento contra a derrubada de árvores
31/10/2014 – Assinatura de entidades e movimentos sociais: carta pela demarcação da Terra Indígena Maró
29/10/2014 – Organizações e movimentos sociais: assinem a carta pela demarcação da Terra Indígena Maró
11/10/2011 – Funai delimita Terra Indígena Maró
08/06/2011 – Justiça determina demarcação de terra indígena no Pará
20/10/2010 – Gleba Nova Olinda, Santarém, PA – “Medo e tensão no Oeste”
04/05/2010 – Liderança indígena da Gleba Nova Olinda é atacada no Pará
11/02/2010 – Comunidades no Pará são ameaçadas por madeireiros
10/12/2009 – Os desafios para os Defensores de Direitos Humanos no Brasil e o papel do Programa nacional de proteção
22/10/2009 – Greenpeace: Comunitários bloqueiam e retém balsa com madeira ilegal no rio Arapiuns

>> Vídeos produzidos pela Terra de Direitos

Exploração Ambiental

Depoimento Cacique Higino Borari
Depoimento Cacique Dadá Borari
Depoimento Edite Borari

Decisão judicial que declara inexistente Terra Indígena Maró

Depoimento Ladilson Amaral (STTR)
Depoimento Poró Borari
Depoimento João Tapajós

>> Vídeos relacionados ao caso

Terra Indígena Maró - Ocupa Sampa
Chama Surara – Projeto Saúde e Alegria

>> Publicações

Livro: Estudo sobre soluções alternativas para conflitos fundiários agrários e tradicionais - Caso nº. 4: Conflito Fundiário Indígena – Caso da terra Indígena Maró – Gleba Nova Olinda I, Santarém – Estado do Pará. Publicado em 2013, pela Terra de Direitos.

>> Documentos

Carta de apoio à Terra Indígena Maró, enviada para a Funai e Ministério da Justiça

>> Repercussão nos veículos de comunicação

20/12/2010 – Revista Rolling Stone: Medo e tensão no Oeste

Arquivado em Casos emblemáticos com as tags , , , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Newsletter

Cadastre-se para receber as novidades da Terra de Direitos