Notícias / Notícias



Moradores do Sabará fazem Assembleia Popular sobre anulação de contratos da Cohab


Sabará

Moradores e moradoras das vilas Esperança e Nova Conquista se reuniram em Assembleia Popular neste domingo para construção de ações coletivas motivados decisão do Superior Tribunal de Justiça que anulou cerca de 37 mil contratos feitos pela Companhia de Habitação (Cohab). A decisão foi divulgada na imprensa no último mês de março, como mostra a reportagem da Gazeta do Povo do último dia 23/03/2010.

Durante o evento foram esclarecidos os detalhes sobre a decisão do STJ aos moradores, além de ter sido formado um núcleo para organizar a mobilização popular. A organização dos moradores pretende se constituir como mecanismo de pressão e exigibilidade de direitos junto ao poder público e fortalecimento da luta pela garantia do direito à moradia, como esclarece o presidente da Associação de Moradores das Vilas Esperança e nova conquista, Osmano Reis.

“Nessa assembleia nós esclarecemos e fizemos com que o pessoal não tivesse dúvida do que está acontecendo. É o momento de aproximar pessoas da luta e explicar as dúvidas que apareceram depois dessa decisão do STJ”.

De acordo com a advogada da organização de direitos humanos Terra de Direitos, a Assembleia Popular deste domingo tem um caráter importante no sentido de mobilização. “A organização dos moradores é uma resposta à necessidade de implementação de políticas públicas para atender as famílias em situação de risco e de constante ameaça pelo poder público”.

Confira em breve a cobertura completa da Assembleia Popular.



Ações: Conflitos Fundiários
Casos Emblemáticos: Contratos falsos da COHAB/CT, Sabará
Eixos: Terra, território e justiça espacial