Biblioteca

Terra Indígena Maró

Amazônia Real | Os direitos humanos e o meio ambiente na Amazônia: Entrevista com Dadá Borari

Fotos_Kercia Figueiredo (16) Odair José Alves de Souza, mais conhecido como DADÁ BORARI, é cacique da Aldeia Novo Lugar, localizada na Terra Indígena (TI) Maró, em Santarém, no oeste do Pará. Professor, Dadá tem uma história de luta pela demarcação das terras indígenas.

Arquivado em Sala de mídia com as tags , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Retrocesso aos direitos indígenas: relatório de PEC 215 é aprovado em Comissão da Câmara

img201510271743226380287_0 Proposta de Emenda à Constituição 215/2000 transfere para o Poder Legislativo a responsabilidade de demarcação de Terras Indígenas. A aprovação do relatório ocorre em meio a intensas violações de direitos dos povos indígenas do país.

com as tags , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Repórter Brasil | Quem pode dizer que eles não são índios?

Meninas Arapiuns e Borari cantam músicas de roda em português e em nheengatu (Foto: Ana Aranha) Ao revelarem que o Governo do Pará autorizou planos de manejo florestal dentro de terra indígena, os Borari e Arapiuns foram acusados de serem “falsos índios”. O caso fortalece a importância da auto-denominação.

Arquivado em Notícias com as tags , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Ufopa | Estudantes da Ufopa apoiam demarcação de terra indígena

image Estudantes da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) se mobilizaram no último final de semana para uma caravana pelos rios Tapajós e Arapiuns. A viagem, em apoio à demarcação da Terra Indígena Maró, os alunos tiveram a oportunidade de compreender o impacto do agronegócio na Amazônia e conhecer alguns direitos territoriais indígenas.

Arquivado em Notícias, Sala de mídia com as tags
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Na luta pela demarcação da Terra Indígena Maró, caravana de apoiadores visita a região

TIMaró_Caravana Caravana organizada pela Terra De Direitos, CITA, Fase e STTR no último fim de semana leva apoiadores a conhecerem Terra Indígena Maró. Cerca de 60 pessoas puderam saber mais sobre história e crenças de indígenas das etnias Borari e Arapium, que habitam a região. Movimento de luta pela demarcação da TI Maró, que dura quase 15 anos, ganha impulso com apoio demonstrado.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

‘Indígenas, sim. Estamos aqui!’ Habitantes de várias aldeias comemoram primeira vitória da TI Maró

TI Maró - Ato2 Em razão da suspensão da sentença que declarou que os habitantes da Terra Indígena Maró seriam, na verdade, ribeirinhos, mais de 60 pessoas comemoram em frente ao prédio da Justiça Federal do Pará para provar que ‘Indígenas, sim. Estamos aqui!’

Arquivado em Notícias com as tags , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Recurso judicial é protocolado para anular sentença que declara inexistente a TI Maró

Rayanna Castro Conselho Indígena Intercomunitário Arapium Borari (COIIAB) protocola recurso de apelação direcionado ao Tribunal Regional Federal TRF1, para anular sentença de juiz de que declarou inexistente Terra Indígena Maró. Relatórios técnicos e laudos antropológicos compõe o documento e comprovam o interesse econômico por parte de madeireiras na região.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Vídeo | Chama Surara – Terra Indígena Maró

TI Maró - Chama Surara O ato realizado em frente à Justiça Federal do Pará contra a decisão do juiz que declarou inexistente a Terra Indígena Maró, no Oeste do estado, foi registrado em vídeo pelo Projeto Saúde e Alegria. Sentença publicada no fim do ano passado determina que comunidades da região são seriam formadas por indígenas, mas por populações tradicionais como ribeirinhos. Manifestação em desacordo à declaração contou com a presença de mais de 100 indígenas e apoiadores.

Arquivado em Notícias, Terra de Direitos na mídia com as tags , , , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Carta Capital | Sentença da Justiça Federal acirra conflitos em Santarém

Santarém Sobre a sentença de juiz que declara Terra Indígena Maró, Felipe Milanez questiona em seu blog a decisão que revela racismo e incoerência. Segundo jornalista, jurista interpretou de forma incorreta trechos de estudos e textos relacionados. Entrevistada, advogada popular da Terra de Direitos diz que sentença "é discriminatória e corrobora com a ação de violência e extermínio dos povos indígenas no Brasil”.

Arquivado em Terra de Direitos na mídia com as tags , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Carta Capital | Indígenas protestam contra sentença e ação missionária

9a7ea28e-e34f-441a-b190-55a00ced53b8 Felipe Milanez fala em seu blog na revista Carta Capital sobre protestos contra a decisão de juiz que declarou inexistente a Terra Indígena Maró, no oeste do Pará. O jornalista também denúncia de ação de antropólogo missionário, contratado por associação com posição contrária à dos indígenas. Segundo Martinez, missões proselitistas financiadas por uma empresa de surf podem ter tido impacto no conflito e na decisão racista da Justiça Federal do Pará.

Arquivado em Sala de mídia com as tags , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Bispo, Pastorais Sociais e Diocese de Santarém declaram apoio ao povo indígena da TI Maró

TI Maró - Poró 3 Em carta, as entidades religiosas afirmam que os povos indígenas Borari e Arapium da Terra Indígena Maró “[...] vêm sofrendo uma sistemática campanha de discriminação e negação de seus direitos constitucionais”. O documento classifica a decisão do juiz federal Airton Portela, que invalidou o Relatório de Identificação da TI Maró como o “mais duro golpe” na população indígena.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

“História não caminha para trás”, afirmam entidades contrárias à declaração de inexistência de indígenas na TI Maró

TI Maró - Vela Organizações de Santarém/PA e região lançam nota pública em repúdio à sentença do juiz federal José Airton Aguiar Portela, que determinou a invalidação do processo administrativo de reconhecimento e demarcação da Terra Indígena Maró e declarou a inexistência de indígenas na Gleba Nova Olinda.

Arquivado em Notas com as tags , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Em reação à declaração de juiz sobre a inexistência da TI Maró, indígenas fazem ato em frente à Justiça Federal

IMG-20141209-WA0003 Cerca de 100 indígenas participam de manifestação, realizada nesta terça-feira. Manifestantes protestam pela decisão de juiz da Justiça Federal, que invalidou processos de reconhecimento da Terra Indígena Maró, por considerar não haver indígenas na região. Sentença contraria direito estabelecido em Convenção 169 da OIT.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

A invisibilidade daqueles que existem há mais de 500 anos

TI Maró - Cocar4 A decisão em primeira instância da Justiça Federal do Pará, que declarou inexistente a Terra Indígena Maró, no Oeste do estado, é exemplo da falta de conhecimento histórico e cultural de autoridades do nosso país. Segundo o juiz, moradores da área seriam, na verdade, ribeirinho, e não indígenas. Habitantes das três aldeias da TI, das etnias Borari e Arapium, são a prova do equívoco da decisão.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Artigo | A auto-definição como direito indígena

Crianças3 A decisão em primeira instância da Justiça Federal do Pará, que declarou inexistente a Terra Indígena Maró, no Oeste do Pará, é exemplo da falta de conhecimento histórico e cultural de autoridades do nosso país. Em resposta a isso, Tatiane Braga Ferreira disponibilizou parte de sua dissertação de mestrado, que exemplifica a falta de coerência na decisão da Justiça Federal.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Por dentro da cultura da TI Maró | Escola Indígena

TI Maró - Escola indígena2 Os jovens e crianças que habitam a Terra Indígena Maró estudam em escolas próprias. Além de aprenderem disciplinas obrigatórias que estão presente na grade curricular de todas as escolas do Brasil, como português e matemática, os estudantes da aldeia contam com mais duas disciplinas específicas: o ensino do nheengatú, língua oficial da aldeia, e a matéria de Notórios Saberes, que possibilita o contato direto com o ensino da tradição dos povos Borari e Arapium

Arquivado em Notícias com as tags , , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Por dentro da cultura da TI Maró | Pintura corporal

TI Maró - Poró 3 Entre os elementos de destaque na tradição dos indígenas Borari e Arapium está a pintura corporal. Esse tipo de grafismo, realizado com a tinta produzida do jenipapo, possui diferentes significados para os habitantes da Terra Indígena Maró. Conheça mais a tradição desse povo, e veja de que forma a falta de titulação do território pode comprometer a manutenção dessa cultura.

Arquivado em Notícias com as tags , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Assine a petição em apoio à demarcação da Terra Indígena Maró, no Oeste do Pará

(TI Maró) Mulher e rio2 Os recentes conflitos entre madeireiros e os habitantes da Terra Indígena (TI) Maró refletem a necessidade de uma demarcação adequada do território. A exploração de madeiras na área que já foi delimitada – mas não oficialmente demarcada – compromete a manutenção da cultura da população indígena das etnias Borari e Arapium.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Indígenas Borari e Arapium conseguem embargo de madeireiras após pressão no IBAMA

T Maró (madereiras) Empresas exploravam madeira dentro da área que integra a Terra Indígena Maró, ainda em processo de demarcação. Após ação do órgão ambiental, famílias que estavam acampadas em área de desmatamento voltaram às aldeias.

Arquivado em Notícias com as tags , , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Organizações enviam carta ao Ministério da Justiça e à Funai pela demarcação da TI Maró

praia3 Mais de 20 organizações assinam o documento. Processo de demarcação da Terra Indígena Maró, localizada no oeste do Pará, se estende há mais de 15 anos. Falta de titulação da área traz insegurança para indígenas das etnias Borari e Arapium, que sofrem com a ação de madeireiras território.

Arquivado em Notícias com as tags , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial
12