Notícias / Notícias



Estão abertas as inscrições para o curso de Promotoras Legais Populares de Curitiba e Região


Projeto que visa capacitação e empoderamento de mulheres no combate a violência e desigualdades está com inscrições abertas para as 60 vagas de sua quarta turma.
Com informações da página Promotoras Legais Populares

No último dia 26, o projeto Promotoras Legais Populares de Curitiba e Região Metropolitana abriu inscrições para a quarta turma do curso que teve início a partir da articulação de estudantes e militantes de movimentos sociais. O principal objetivo é a formação e capacitação de mulheres, visando a multiplicação desses conhecimentos nos diversos espaços de atuação.

Organizado de mulheres e para mulheres, o cronograma - que passa por história, direito, saúde e sexualidade - visa o acesso à cidadania e conceitos de igualdade e respeito, onde as mulheres tenham tanta importância quanto os homens no seu valor humano, social, político e econômico.

A proposta busca oferecer às mulheres condições para superar situações de exploração, discriminação e desigualdade, formando-as para reconhecer os diversos tipos de violência a qual as mulheres estão expostas todos os dias, para a partir daí, enfrentar o problema e combater misoginia.

Focado em mulheres organizadas no meio popular, sindicatos e movimentos sociais, essa turma oferece 60 vagas que serão pleiteadas a partir de uma ficha de inscrição que deve ser requerida pelo e-mail plpscuritiba@gmail.com, preenchida pelas candidatas e entregues a uma das Promotoras Legais Populares (PLPs) de Curitiba ou enviadas ao mesmo e-mail.

Por atender a demanda do meio popular, podem participar do curso mulheres de movimentos e organizações sociais e sindicais e trabalhadoras. Cada encontro contará com uma facilitadora do grupo, dos movimentos populares e feministas, profissionais de direito, saúde, comunicação, assistência social etc.

Totalmente gratuito, o curso oferece ajuda no transporte de mulheres que realmente precisem para frequentar os encontros, e forem selecionas.

Os encontros acontecerão todas as segundas-feiras, das 18h30 às 21h, no prédio Histórico da UFPR, de 18 de maio a 26 de outubro.

Quem são as Promotoras Legais Populares?

A partir da necessidade de combater situações de violência, exploração, discriminação e desigualdade sofridas pelas mulheres cotidianamente, o projeto Promotoras Legais Populares é fruto conjunto de esforços do Instituto Brasileiro de Advocacia Pública (IBAP), da União de Mulheres de São Paulo e do Movimento do Ministério Público Democrático.

Com atuação em alguns países da América Latina, como Peru, Argentina e Chile, foi realizado em 1994, em São Paulo, o primeiro seminário denominado “Introdução ao Curso de Promotoras Legais Populares”, com 35 lideranças populares. Colocando-se como resposta a uma realidade de violência e desigualdade, no Brasil, o grupo está presente em São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Londrina, Rio de Janeiro e Pernambuco.

Inscrições
26 de março a 1 de maio de 2015.

Quando?
Serão 22 encontros de 18 de maio a 26 de outubro de 2015.

Onde?
No prédio Histórico da UFPR na Praça Santos Andrade - sala 201 da psicologia.

Mulher, História e Ideologia.
1. 18/05 – Apresentação do projeto
2. 25/05 – Educação popular feminista
3. 01/06 – A construção dos papéis sociais da mulher e do homem na sociedade
4. 08/06 – O sistema capitalista e a divisão sexual do trabalho
5. 15/06 – A história do movimento feminista no Brasil e América Latina
6. 22/06 – Mulher, mídia e representação cultural

Para Entender a Sociedade
7. 29/06 – Relações raciais
8. 06/07 – A mulher negra
9. 13/07 – Políticas para mulheres e mulheres na política
10. 20/07- Laicidade do Estado e religião

Para Entender o Direito
11. 27/07 – Os direitos da mulher trabalhadora
12. 03/08 – Direito à cidade e à moradia digna
13. 10/08 – Direito à alimentação adequada e soberania alimentar: as mulheres e a agroecologia
14. 17/08 – Direito das famílias, da criança e do adolescente
15. 24/08 – Mulher, polícia e prisão

Para combater a violência contra a Mulher
16. 31/08 – Para entender a violência contra a mulher
17. 14/09 – Uma conquista das mulheres: a Lei Maria da Penha e os desafios de sua aplicação

Saúde e Sexualidade
18. 21/09 – Saúde da mulher
19. 28/09 – Sexualidade e reapropriação do corpo pela mulher
20. 05/10 – Direitos reprodutivos e autonomia sobre o próprio corpo
21. 19/10 – Diversidade sexual

22. 26/10 – Avaliação do curso