Quilombo Maicá, uma das comunidades que vai ser afetada com a construção dos portos

(Português) Megaprojetos portuários e resistência à privatização do Lago do Maicá

(Português) Apesar de projeto afetar ao menos nove comunidades quilombolas, Relatório de Licenciamento Ambiental para construção de um Terminal de Uso Privado da Embraps no Lago do Maicá ignora a existência das comunidades. Mesmo diante de tantas inconsistências no relatório e a não divulgação do Estudo de Impacto Ambiental até o momento, os planos para a obra seguem a todo vapor.

Rio Tapajós (foto: Ramon Santos)

(Português) Megaprojetos do Tapajós: ilusões por trás da promessas de desenvolvimento

(Português) No altar do modelo desenvolvimentista, os sacrifícios e retrocessos para a biodiversidade e para os povos e indígenas e comunidades tradicionais não têm limites. O chamado “Complexo Hidrelétrico Tapajós”, que prevê a construção de sete usinas no Oeste do Pará, impacta diretamente comunidades tradicionais, entre quilombolas, ribeirinhos, pescadores artesanais, extrativistas e cerca de dois mil quilômetros de território indígena, principalmente da etnia Munduruku.

casa queimada

(Português) Violência, incêndio e racismo: a luta quilombola contra lentidão da Justiça

(Português) Incêndio na comunidade quilombola de Patos do Ituqui, no Oeste do Pará, ocorrido no último domingo (7) revela gravidade dos conflitos com fazendeiros da região. Apesar de denúncias das ameaças aos órgãos públicos, nenhuma ação foi tomada.Integrante da Comunidade, Eliane pede agilidade no processo de demarcação para dar fim aos conflitos. “A gente dorme com medo de acordar com a casa pegando fogo”.

|

Notícias

munduruku.passeata_agosto 2013

(Português) Abaixo-assinado | Pelos Direitos dos Povos do Tapajós, Não à Barragem no Tapajós

(Português) Marcadas por sucessivas violações de direitos humanos, as construções de barragens no Brasil provocam impactos sociais tão irreversíveis quantos os ambientais. As obras do Complexo Hidrelétrico do Tapajós, no Pará, pretende efetivar a construção de nove usinas no Oeste do Pará, impactando diretamente 32 comunidades tradicionais, entre quilombolas, ribeirinhos, pescadores artesanais, extrativistas e cerca de dois mil quilômetros de território indígena, principalmente da etnia Munduruku.

Casos emblemáticos

broto

(Português) Convenção da Diversidade Biológica – COP e MOP

(Português) A Convenção da Diversidade Biológica é um tratado da ONU e um dos mais importantes instrumentos internacionais de discussão de defesa e conservação da biodiversidade.

Newsletter

Cadastre-se para receber as novidades da Terra de Direitos