Nota de apoio à gestão de Claudinei Chalito no Incra – SR30

Por conta de disputas políticas no cenário nacional, Claudinei Chalito foi exonerado no dia 29 de março de 2016.  O documento abaixo é assinado por várias organizações da região do Tapajós e do Baixo Amazonas, que compõem a área de abrangência da Superintendência Regional do Incra, a SR30.  Entre essas organizações que manifestam apoio à gestão de Claudinei Chalito na SR30, está também a Terra de Direitos.
.
A nota, na íntegra:
Nós, organizações da sociedade civil na Região do Tapajós e Baixo Amazonas, que atuamos em defesa da democracia, manifestamos nesse momento nosso irrestrito apoio à Gestão de Claudinei Chalito no Incra-SR 30.

Gestão que recebeu uma Superintendência Regional sucateada, desmoralizada e descomprometida com a política fundiária na região oeste do Pará. Lembremos que Chalito assumiu a gestão após a prisão do ex-superintendente o Sr. Barcelar Guerreiro Júnior, em 24 de agosto de 2015, através da Operação Madeira Limpa da Polícia Federal para desmantelar uma quadrilha de exploração ilegal de madeira.

Claudinei Chalito ao entrar no INCRA- SR 30 encontrou as mais difíceis demandas desse órgão, porém, optou pelo dialogo honesto com as associações e sindicatos representantes dos trabalhadores e trabalhadoras, e por uma política fundiária que de fato beneficiasse a agricultura familiar.

Seu compromisso foi concretizado em suas visitas aos assentamentos, nas ações diárias de sua equipe e na instalação da Ouvidoria Agrária Regional, demanda nunca cumprida na gestão anterior.

A notícia dada no dia 30 de março de 2016, de que Claudinei Chalito foi exonerado da função de Superintendente do INCRA em Santarém é entristecedora e alarmante. Não podemos ter retrocessos na política de reforma agrária, restando a agricultura familiar apenas os prejuízos da ausência de políticas públicas para o povo do campo.

Por isso, apoiamos a permanência da atual gestão do Incra SR-30 sob a Coordenação do Sr. Claudinei Chalito, para que possa consolidar as ações planejadas, e, assim, podermos então, avançar na reforma agrária.

Assinam:

Associação dos Agricultores Familiares da Comunidade Santa Inez, PA Cristalino II, Aveiro

ACPMP – Associação Comunitária de Pescadores e Moradores de Pimental, Trairão

Associação Nova Vida do PDS Nelso de Oliveira, Novo Progresso

Associação Sol Nascente do PDS Terra Nossa, Novo Progresso

Associação de Mulheres da Trabalhadoras da Produção Familiar Sustentável da BR 163, Novo Progresso

Associação dos Apicultores e Meliponicultores de Novo Progresso

Associação da Agricultura Familiar do PA Santa Julia, Novo Progresso

Associação Cristo Redentor (PA Nova Fronteira), Novo Progresso

Associação Comunitária Nova Veneza, Novo Progresso

ASA – Associação do Assentamento Serra Azul

AMA II – Associação das Mulheres do Areia II, PA Areia, Trairão

Associação dos Moradores Arco- Íris- PA Ypiranga

Associação Comunitária Baixão Bonito- Vicinal da 15- PA Ypiranga

Associação Comunitária dos Pequenos e Médios Agricultores do Itapacurá Grande, PA Ypiranga

AMBJ – Associação dos Moradores de Bom Jesus, PA Rio Bonito, Trairão

ACMJ – Associação Comunitária Menino Jesus, PA Rio Cigano, Trairão

ACVBD-Associação Comunitária da Vicinal dos Baianos Buscando Desenvolvimento PA Campo Verde, Rurópolis

Associação das Mulheres Trabalhadoras Rurais de Santarém

AAVV- Associação dos Agricultores do Vale Verde, PA Campo Verde, Rurópolis

Associação dos Moradores de Campo verde km 30 – AMC KM 30 CAMPO VERDE, Itaituba

Associação dos Pequenos e Médios Agricultores da Comunidade Nova Olinda, PA Miritituba, Itaituba

Associação dos Pequenos Produtores Rurais da Comunidade Novo Arixi, PA Arixi, Itaituba

Associação Rádio Comunitária de Campo Verde

Associação de Produtores Rurais de Riozinho das Arraias, Novo Progresso

Associação dos Produtores Rurais Brasil Novo do PDS Terra Nossa, Novo Progresso

AMABELA

APRUCIPESC

APROANÃ

AARTA Arapiuns

ASPRONIV da Resex

ASACONSA do Planalto de Santarém

Casa Familiar Rural do Município de Santarém

Casa Familiar Rural do Município de Belterra

CEAPAC

Comissão Pastoral da Terra Pará

COOMFLONA – Cooperativa Mista da Flona Tapajós

FASE

FAMCOS

FAMCEEF

FEAGLE

Frente Brasil Popular de Santarém

FETAGRI Baixo Amazonas

FETAGRI Tapajós

Federação das Organizações Quilombolas de Santarém

MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Santarém

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Belterra

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Alenquer

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Mojuí dos Campos

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Oriximiná

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Óbidos

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Rurópolis

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Itaituba

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Trairão

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Aveiro

Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Novo Progresso

Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar – SINTRAF Itaituba

Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar – SINTRAF Rurópolis

SAPOPEMA

TAPAJOARA

Terra de Direitos

Chalito 3Na foto, Claudinei Chalito, ex-superintendente do Incra – SR30

Arquivado em Notas, Notícias com as tags , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial

Newsletter

Cadastre-se para receber as novidades da Terra de Direitos