Empresa e Violações dos Direitos Humanos


Empresa e Violações dos Direitos Humanos


A Terra de Direitos atua estrategicamente no acompanhamento de casos de violações de direitos humanos por empresas, desde os impactos gerados pela sua intervenção, como, por exemplo, ao meio ambiente, até sua participação mais direta em atividades como despejos, assassinatos e ameaças a defensoras e defensores de direitos humanos.

A atuação e a interferência de grandes empresas nas principais estruturas de poder do Brasil impõem grandes desafios nesse campo. O predomínio de uma lógica produtiva orientada pela busca desmedida do lucro gera exploração, exclusão social, concentração de renda e danos socioambientais irreparáveis.

Esse modelo de produção e consumo opera sobre uma diversidade de pressupostos e consequências que envolvem tanto a concentração de terras e a exploração do trabalho e dos recursos naturais quanto os atentados à vida de pessoas que se opõem às dinâmicas de violações de direitos inerentes a essa lógica desenvolvimentista.

A financeirização da natureza, o avanço no uso de transgênicos, os conflitos fundiários no campo e nas cidades, o aumento indiscriminado dos despejos são alguns exemplos de como interesses privados avançam contra os direitos humanos em diferentes âmbitos. Esse é um tema que vem ganhando relevância e motivando a sociedade internacional a avançar em medidas e instrumentos que garantam a responsabilização de agentes privados por violações de direitos humanos.

A atuação da Terra de Direitos nessa área parte do desafio de lutar por um sistema político e de justiça que faça um contraponto à busca pela maximização dos lucros, dando prioridade à vida digna e aos direitos humanos.