Por dentro da cultura da TI Maró | Pintura corporal

TI Maró - Poró 3

Caso Terra Indígena Maró

A pintura corporal é um elemento bastante presente na cultura dos habitantes da Terra Indígena Maró. Os desenhos são pensados de acordo com o lugar que será frequentado, e cada um ganha significado diferente para os povos Borari e Arapium. Em eventos públicos, como manifestações, a pintura agrega o sentido de proteção. No caso de festas e batalhas, pinturas diferentes vão cobrir a pele dos habitantes da TI Maró. A tinta é produzida a partir do jenipapo, fruto do jenipapeiro, e pode durar na pele cerca de duas semanas.

No entanto, a falta de uma demarcação oficial da terra indígena pode comprometer a cultura desse povo. A ação de madeireiras na área também atinge a árvore que serve de matéria-prima para a tinta usada na pintura.

Contribua para manutenção da tradição dos povos Borari e Arapium.

Junte-se à campanha SOMOS TERRA INDÍGENA MARÓ!
Assine a petição pela demarcação: http://migre.me/mFzFl

>>Conheça a campanha: migre.me/mEMnA

#SomosTIMaró
#DemarcaçãoJá!

Saiba mais:

12/11/2014 – Indígenas Borari e Arapium conseguem embargo de madeireiras após pressão no Ibama
11/11/2014 – Organizações enviam carta ao Ministério da Justiça e à Funai pela demarcação da Terra Indígena Maró
04/11/2014 – Famílias da Terra Indígena Maró fazem acampamento contra a derrubada de árvores

Arquivado em Notícias com as tags , , , ,
Linhas de atuação: Terra, território e equidade sócio-espacial