Notícias / Agenda



Mulheres protagonizam manifestação contra construção de portos no Lago do Maicá

Assessoria de comunicação Terra de Direitos

O objetivo é manifestar a posição dos movimentos sociais da região de Santarém, com relação aos três portos graneleiros que empresas privadas querem construir no Maicá.

Um Ato Público vai movimentar o oeste do Pará, nesta terça, 08 de março, dia internacional das Mulheres. Convocada pelos movimentos sociais, a manifestação pretende chamar a atenção para os impactos na vida das mulheres que vivem nas comunidades que podem ser atingidas pelos portos.

A organização do ato está convidando todas e todos a participarem do evento, que terá seu início às 16 horas na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), no trevo da Avenida Moaçara com a Cuiabá, no bairro da Matinha. Em seguida, às 17 horas, uma marcha de mulheres e homens sairá do local para percorrer algumas ruas de Santarém.

Sara Pereira, que integra a equipe de organização, reforça que faixas e batucadas são bem-vindas, pois a ideia é fazer uma manifestação alegre e criativa. E faça chuva, faça sol, a marcha acontecerá, por isso a organização também sugere que cada uma, ou cada um, traga sombrinha ou guarda-chuva.

Entre as muitas entidades, organizações e coletivos que apoiam o ato estão: Juntas Santarém, Fase, Terra de Direitos, Famcos, Foqs, Cita, Pastoral Social, Conselho de Segurança da Grande Área do Maicá, Associação de Moradores do Bairro Pérola do Maicá, Coletivo Rosa de Liberdade, UES e STTRs de Santarém, Mojuí e Belterra.

Na foto, a mobilização para confeccionar faixas a acertar detalhes do Ato Público, que acontece nesta terça às 16 horas, na sede do STTR em Santarém. 

>> Confira o evento no Facebook



Ações: Impactos de Megaprojetos
Casos Emblemáticos: Portos do Maicá
Eixos: Terra, território e justiça espacial