Notícias / Notícias



Estudantes quilombolas comemoram aprovação na Ufopa


Divulgado o resultado definitivo do Processo Seletivo Especial Quilombola (PSEQ) da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) para o ano letivo de 2016. Foram aprovadas e aprovados 47 estudantes oriundos de comunidades quilombolas, sendo que 237 participaram como candidatos.


Boa parte desses estudantes foi preparada pelo Cursinho Quilombola, um projeto voluntário conduzido pelo professor de Letras da Ufopa, Luiz Fernando de França, em parceria com o Coletivo de Estudantes Quilombolas (CEQ) - grupo formado por estudantes que ingressaram ano passado na universidade.

Processo Seletivo Especial Quilombola (PSEQ/2016) para os cursos de graduação da Ufopa se deu através de uma Prova de Leitura e Interpretação sobre dois textos de Eurípes Funes: Terras de Afro-amazônidas – “Nós já somos a reserva, somos os filhos deles e Comunidades Remanescentes dos Mocambos do Alto Trombetas.

Assim, refletindo sobre esses textos e objetivando uma melhor preparação dos estudantes, o Cursinho Quilombola ofereceu, durante 2016, aulões abertos e gratuitos nas comunidades de Murumuru e Saracura, ambas no município de Santarém, e na cidade de Oriximiná, onde vivem no entorno muitas comunidades quilombolas. Também em Oriximiná e Santarém foram realizadas provas simuladas, às quais o CEQ auxiliou nas correções.


 

Quilombola de Saracura e hoje coordenadora do CEQ, Beatriz Oliveira ressalta que “os que entraram na Ufopa em 2015 se organizaram com o Coletivo de Estudantes Quilombolas (CEQ), ajudando na divulgação e inscrição do PSEQ 2016 e orientando sobre a documentação necessária para os candidatos e candidatas. O CEQ orientou também na escolha de cursos para que pudéssemos distribuir melhor os estudantes nas 56 vagas oferecidas, evitando assim acúmulo de candidatos somente numa área.”

Neste ano de 2016*, as 47 estudantes quilombolas aprovadas estarão distribuídas em 31 cursos de graduação, nas áreas de Ciências Biológicas, Sociais, Exatas e de Humanas. Paula Patrícia, da comunidade quilombola de Murumuru e que passou para Engenharia Florestal, reconhece que “o cursinho foi uma oportunidade muito boa, em que o professor mostrou aquilo que ia cair na prova e a gente focou nisso.”

Para Jacó Pereira, também de Murumuru, aprovado para Zootecnia, “é um sonho pra qualquer jovem da minha idade entrar na faculdade. Um dia quero retornar, como profissional qualificado, pra ajudar nossa comunidade”. Ivanil Santos, aprovada para Ciências Atmosféricas, participa na sua comunidade Saracura do grupo de mulheres “Meninas do Quilombo” e agora tem novos desafios. “Pretendo nos finais de semana estar na comunidade, onde continuarão morando os meus filhos.”

Juviana Pereira, de Murumuru, que passou para Licenciatura em História, também está na mesma expectativa. "É muito gratificante, eu sou mãe de quatro filhos e estou retomando agora os estudos. Espero um dia voltar e retribuir para a comunidade a oportunidade que me foi dada".

 

 

Paula Patrícia, de Murumuru, passou para Engenharia Florestal, através do Processo Seletivo Especial Quilombola (PSEQ/2016) - foto por Bob Barbosa

* Por conta de paralisações ocorridas em 2015, o ano letivo de 2016 está começando com relativo atraso.
 

Para acessar a lista das aprovadas e aprovados, clique aqui.

 

 



Ações: Quilombolas