Notícias / Notícias



Indicado a Ministro do STF, Fachin é aprovado em sabatina no Senado


Com resultado positivo de 20 votos favoráveis e 7 contrários, o professor da UFPR passou por quase 12 horas de sabatina e agora o nome do jurista será levado ao plenário da Casa, com votação prevista para a próxima terça-feira (19).

Foto: Instituto de Terras, Cartografia e Geociências do Governo do Estado do Paraná/Reprodução UFPR

Indicado para a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado e jurista Luiz Edson Fachin foi sabatinado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado por quase 12 horas, nessa terça-feira (11).

Após uma hora e meia de atraso em razão da tentativa de suspensão da sessão para realização de audiência pública,  a sessão terminou às 22h40, com a aprovação de Fachin até tentativa de suspensão, a sessão terminou às 22h40, com um desfecho positivo para Fachin.

Por 20 votos favoráveis e 7 contrários, o jurista foi interpelado por 27 senadores e respondeu diversas questões, entre elas, as polêmicas sobre reforma agrária, aborto, legalização da maconha e redução da maioridade penal.

A sabatina, aguardada desde a indicação de Fachin pela presidenta Dilma Rousseff, marcou o que foi uma das indicações mais comentadas para o STF. Agora, o nome do jurista será levado ao plenário da Casa, com votação prevista para a próxima terça-feira (19), como já indicou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).



Ações: Democratização da Justiça